sexta-feira, 18 de maio de 2012

PINTORES RUSSOS: O TALENTO DE KONSTANTIN KORÓVIN

Konstantin Koróvin (pronuncia-se "Kanstantín Kavórin") nasceu em 1861, na capital do Império Russo, Moscou e foi um importante nome das artes de seu país. Além de proeminente pintor, Koróvin se destacou, também, como artista teatral e pedagogo.Viveu por 78 anos, abrangendo com sua vida dois importantes períodos da vida russa: o império czarista e o soviético.


Oriundo de uma família tradicional de comerciantes, descendia, pelo lado materno,de um clã da nobreza russa, os Vookovi. Aos 14 anos, Konstantin ingressou na divisão de arquitetura da Escola de Pintura, Escultura e Arquitetura de Moscou (foto a seguir), passando, após dois anos, para a divisão de pintura.Foi aluno de A.K.Savrassov, professor de Isaac Levitan.



Parte para  Petersburgo, ingressando na Real Academia de Artes (foto abaixo), com o objetivo de aí concluir seus estudos; no entanto, fica por lá apenas três  meses e vai embora, decepcionado com os métodos de ensino .


Nos anos de 1888 e 1894, Koróvin e um amigo, o também pintor Valentim Serov, viajam para oos países nórdicos e, desta viagem surgem as seguintes paisagens:


- Porto na Noruega (1894):


- Riacho de São Trifon, em Pecheneg (1):

 - Hammerfest (2). A aurora do Norte

 - Costa de Murmansk:

 Mais tarde, Koróvin viaja à Paris, onde entra em contato com o impressionismo. Em 1890, idealiza o projeto "Pavilhão da Ferrovia do Norte", construída na cidade russa de Nizhni Novgorod.
Nos anos 1900, o artista ativamente se dedicou ao teatro, criando figurinos e cenários para produções dramáticas e para espetáculos de balé, integrando seu curriculum os espetáculos "Fausto" (1899), "O Cavalinho Corcunda" (1901) e "Sadko" (1906). Trabalhou na realização de espetáculos no Teatro Bolshoi e no Mriinsky, ambos na Rússia e no "La Scala, de Milão.
Significativo papel tem a cidade de Paris nos trabalhos deste artista, que  teve forte influência dos impressionistas franceses na criação de suas paisagens urbanas. Ao viajar à Paris, o pintor se encantou pela capital francesa, por sua incomparável estética. E com sua maestria, conseguiu passar para a tela a vida parisiense, como nos mostram as telas a seguir, da série intitulada "Luzes de Paris":

-Paris, Bulevard dos Capuchinhos (1911):

- Bulevard em Paris (1912):



- Bastilha (1928):
- Rua Noturna, Paris (1902)


- Paris Noturna (1920):

- Paris - Rua Veneza, 1927:
- Paris. Manhã (1906):

- Depois da chuva, Paris (1897):


.- -Paris, Bulevard dos Capuchinhos (1906):

  - St. Denis (1930):


- Paris à noite, bulevard italiano (1908):


Koróvin, em suas telas, fez uma verdadeira declaração de amor à Paris,o que não quer dizer que tenha se atido simplesmente a retratar a "cidade luz" em suas telas. Muito da sua obra foi dedicada à Rússia e à locais pertencentes ao antigo império russo, como a Criméia, um local paradisíaco: devido minha paixão pela Rússia e mundo eslavo, sou um tanto quanto suspeita, mas estas telas de Koróvin me agradam demais, muito mais do que as da série dedicada à Paris.A beleza das telas é fiel à beleza da Criméia, uma "musa inspiradora" sem igual...

- Cesto de frutas - Gurzuf (3)(1916)


- Gurzuf (1915):

- Gurzuf (1914):

- Porto em Sevastopol (1916):

- Às margens do Mar Negro:

- Varanda na Criméia (1910):

- Gurzuf a noite (1912):

- Outono (1917):


- Primavera  (1917)

- Moskvorietski Most (4) (1914):

- Crepúsculo hibernal:

 Outras telas do artista:
-No barco:


- Outono. A garota no jardim (1891):

- A dama na poltrona(1917):



 - À mesa de chá(1888):


- Junto à janela aberta (1918):

 - Noite de verão na varanda (1922):
 - No verão (1895):



 Korovin faleceu em 1939, em Paris.
Finalizo o post com o quadro de Koróvin que mais gosto: "idílio do norte", de 1886. Este quadro é a própria Rússia - suas paisagens, seus costumes, sua gente. 

 

Notas da Milu:
(1) local da Turquia, habitado por tribos nômades.
(2) Cidade porto da Noruega
(3) Resort na Criméia, Mar Negro 
(4) Uma das pontes que cortam o Rio Moscou


Fontes de pesquisa: 
http://kkorovin.ru/
http://ru.wikipedia.org/




2 comentários:

Celia Clara Fischer disse...

Gracias, Milu, por presentar estos cuadros y por tus comentarios tan didácticoa. Cariños. Celia.

Antonio Rubilar B. Valente disse...

Querida amiga!
Passando para desejar-lhe um ótimo dia e dizer que gostei muito de sua postagem.
Mas fica aqui também, o meu convite para assim que possível, vc visite meu blog e caso deseje participar, basta atentar aos detalhes do post.
Um ótimo domingo, fique com Deus!
Um bjo amigo, Rubi.

GOSTOU DO BLOG? LINK ME

www.russiashow.blogspot.coms