sábado, 22 de janeiro de 2011

MASLENITSA: A MAIS ANTIGA FESTA RUSSA


Crédito da foto: http://weblog.33b.mobi


Final de fevereiro, início de março. No centro da Rússia ainda é inverno, fazendo frio até mesmo nos dias mais ensolarados. E é exatamente nestes dias que antecedem a primavera, que acontece ,nas cidades e aldeias russas, uma festa super alegre - a festa de despedida do inverno.


Conforme o livro "Quantas festas há no ano" (em russo "сколько праздников в году",) de todas as festas populares contemporâneas, esta é a festa mais antiga. A este respeito existe o testemunho da antiga "História dos Tempos Passados", escrito no século XIII. Nele se fala que,
"apesar de terem se passado dois séculos desde a adoção do Cristianismo pela antiga Russ, ainda é vivo o costume de "adoração do Sol".

Fica, assim, patente, a origem pagã da festa, que coincide com a chegada da primavera, sempre esperada com grande impaciência pelo povo deste país imenso, que sempre se alegrou com o sol, com o calor, depois do longo e gelado frio russo. Acima de tudo, a entrada da primavera marca o início dos trabalhos agrícolas.

Para esta festa, denominada "maslenitsa" - a festa do "entrudo" ou, simplesmente, carnaval - se preparavam muito: lavavam muito bem a casa toda, queimavam o lixo, organizavam alegres jogos e competições; faziam montanhas de gelo para brincarem nelas:
Fora isto, preparavam muito bliny, o prato típico da festa. haverá quem pergunte: exatamente porque o bliny?
Simples: porque o bliny é arredondado e meio rubro,meio dourado, parecendo, assim, o sol, festejado pela maslenitsa.
No último dia da festa, é acendida uma fogueira e a Maslenitsa - boneca feita de palha - é queimada. Algo semelhante com a Malhação de Judas, que - até hoje, ainda existe em muitas cidades brasileiras).
A festa da despedida do inverno é, ainda em nossos dias, uma das festas favoritas do povo e é especialmente pitoresca na antiga cidade russa de Suzdal. Na praça, em meio a igrejas e catedrais, surge uma cidade de contos de fadas, com palco, muitas atrações e bufê. Durante a festa, a população pode assistir a shows diversos; claro, que com a participação de muitos artistas de circo - malabaristas, palhaços, pugilistas, acrobatas. Levam com eles um urso - tradicional participante das festas de inverno russas.

Pela sequência de fotos abaixo, você poderá ter uma idéia das atividades e brincadeiras da festa (todas as fotos a seguir retratam a maslinitsa em Suzdal):

Nas festas populares há, ainda, competições diversas e concursos. São feitas perguntas sérias e burlescas. Por exemplo, pode-se perguntar qual a formação da estação espacial internacional, assim como se pode, também, perguntar, quantos anos tem um personagem qualquer de conto de fadas. Quem responder a todas as 12 perguntas "complicadas", ganha de prêmio um samovar ou uma galinha...viva.

Para os ágeis e fortes também tem entretenimento: muitos tentam levantar pesos de até 16 kg com as mãos afastadas, porém, nem todos conseguem, como poucos conseguem trepar em um poste absolutamente liso até seu topo (o que lembra outra brincadeira da malhação de Judas no Brasil, quando em muitas cidades do interior tem a brincadeira de se subir em "pau de sebo").Tem ainda, arremesso de dardos, lutas diversas e um sem número de brincadeiras.

Finalmente, o mais marcante da festa são os blinys. Prato usual na Rússia, uma de suas delícias, é muito comum alguém te convidar para "um bliny" em casa, mas - nestes dias da festa, há bliny por todas as partes: em qualquer restaurante, parque, etc. As pessoas se reúnem nos parques para participar das festividades e comer blinys.Colocam mesas ao longo das ruas com samovares ferventes, pães de mel, roscas, bolos, tortas, e - "participe quem quiser" - comer muito bliny, esta é a" ordem"...Só participando para entender o sentido do ditado russo:
"Não ha vida, mas malenitsa".
Na foto a seguir, reparem a beleza do povo russo:



A festa é tão importante na tradição popular, que costumam enviar cartões desejando "animada maslenitsa" para os amigos.

Para o próximo post deixo a receita dos blinys e a lenda que conta a origem da málenitsa. Por hoje é só.
créditos:
www.photosuzdal.ru
www.tophotels.ru
http://www.basta-tour.ru

2 comentários:

Sônia disse...

Que aula, Milu! Parabéns, amiga!
Visitar você é uma alegria para mim!
Tenha uma linda semana!!!
_*_*_*_*________*_*_*_*_
___*_________*___*__________*
__*____________*_____________*
__*______ ___VOCÊ____________*
___*___________É____________*
____*_______MUITO_______*
______*____ESPECIAL__________*
________*_ PARA MIM________*
__________*__________*
____________*_____*
______________*--*
_________________
Beijocas, muitas!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!

Anônimo disse...

Excelente post! Eu já ouvi falar muito da festa масленица e morro de vontade de participar de uma delas. Essas panquequinhas parecem ser deliciosas!

Alexandre

GOSTOU DO BLOG? LINK ME

www.russiashow.blogspot.coms